blogue da disciplina de Psicologia Social da FLUP

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Mobbing - Como sobreviver ao assédio psicológico no trabalho

Caríssimos, na sequência do trabalho que me propus efectuar, sobre assédio moral em contexto laboral, gostaria de aqui deixar uma nota positiva para a obra sobre Mobbing "Como sobreviver ao assédio psicológico no trabalho" cujo autor é, Iñaki Piñuel y Zabala.
Para quem estiver interessado aqui fica a sugestão.

Mobbing
Por Iñaki Piñuel y Zabala
Publicado por Edições Loyola - Brasil
Colecção: auto-ajuda
ISBN 8515027593, 9788515027590

3 comentários:

Portaria ILEGAL disse...

Estou à espera da resposta do Francisco Louçã, mas acredito que vai responder.
Beijos da Alexix

Maria Faia disse...

Caro Amigo Victor,
Antes de mais, quero agradecer a sua visita ao Querubim, que muito me honra.
Mas, quero também dizer-lhe que a noção de inveja e sentimento de inferioridade versus de superioridade de que fala reflecte, de facto, aquilo que de pior existe no indivíduo. E, ao lê-lo, quase que fiquei petrificada porquanto encaixa, na perfeição, em alguém que me elegeu como "alvo a abater".
A vida, por vezes, é cruel porque o Homem alberga em seu ser sentimentos mesquinhos sobre si próprio cuja única forma de sublimar é tentar destruir aqueles que lhe lhe fazem "sombra" ou frente. Este tipo de indivíduos não sabe mesmo lidar com pessoas de carácter.

Um abraço amigo e, mais uma vez, Páscoa Feliz,

Maria Faia

ARTHEMIS GAMA disse...

Victor, o seu texto se refere mais ao assédio moral do que à inveja. A diferença entre os dois casos é a intensidade. Para mim, inveja é desejar para si o que é do outro, seja espiritual ou material. Já o assédio moral é o desejo de fazer mal a alguém por se sentir ameaçado pela capacidade, beleza ou simpatia dessa pessoa.
Arthemis de Cárcamo
Blog
http://idadedaverdade.blogspot.com